16 de janeiro de 2019 Rogério Minhano

O dia-a-dia do The Search House

Quase todo mundo, mas principalmente os mochileiros e viajantes de plantão, tem uma certa curiosidade sobre o mundo dos hostels, o que acontece nos bastidores, como as engrenagens funcionam.

Assim como você e eu, o Japa do Hostelando, como bom mochileiro e curioso que é, foi visitar o The Search House e aproveitou para perguntar tudo pra galera que trabalha por lá.

O The Search House é um hostel de Florianópolis, gerenciado pelo Felipe, que não só fundou o The Search House, como também aplica toda sua filosofia e estilo de vida no dia-a-dia da hospedagem.

Muito mais que só um hostel, o The Search House é uma comunidade que abriga eventos, incentiva esportes aquáticos, prega a responsabilidade com o meio ambiente e proporciona uma experiência completíssima para seus hóspedes.

 

Várias partes de um mesmo negócio

No The Search o hóspede pode praticar esportes, ir à festas e comer coisas variadas, além, é claro de ter contato com pessoas de diversas culturas. O hostel é um grande incentivador dessa troca entre as culturas e se propõe também e unir essas diferentes culturas no seu espaço, criando uma cultura própria do The Search House.

E a cultura do lugar é o que faz esse negócio ter tanto sucesso entre os viajantes que procuram para se hospedar e aproveitar tudo o que eles tem a oferecer.

Eles contam com um bar, que oferece comidinhas das mais variadas, desde o tradicional açaí para dar uma refrescada aos lanchinhos saudáveis para matar a fome a noite.

Para colaborar com a cultura e união da galera, frequentemente o The Search House promove festinhas e aulas de surf no hostel, o que também ajuda para que eles façam uma renda extra e façam o negócio crescer.

 

Administrando tudo com o Hqbeds

O mais legal dessa visita do Hostelando, foi ver que eles realmente conseguem administrar e organizar toda a rotina do hostel usando apenas o hqbeds, desde a recepção ao bar.

Com isso, o Felipe tem total controle de entradas e saídas do dinheiro, todo o estoque do bar/restaurante, administrar melhor pré-reservas e cobrar os hóspedes corretamente, o que é uma das maiores dificuldades de um hostel.

E caso ainda esteja se perguntando como é possível utilizar somente o hqbeds para administrar tudo isso, dá uma conferida no que o próprio pessoal que trabalha no The Search House falou sobre a experiência usando somente o hq para administrar, recepção, bar, financeiro, etc.

 

About the Author

Rogério Minhano
Rogério Minhano Empreendedor, viajante, programador, sócio do Café Hostel e co-fundador da hqbeds. Nada melhor que uma boa conversa e uma cerveja gelada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + 10 =